Fish

Recursos acessíveis para a deficiência visual e Sistema Braille


No encontro de 26 de junho exploramos um pouco mais os recursos para as pessoas com deficiência visual e foi aplicado uma atividade para que o grupo conhecesse o Sistema Braille. É muito difícil para as pessoas que enxergam apropriar-se do sistema somente pelo tato, mas é possível fazer a identificação visual de cada símbolo, pois não temos a sensibilidade tátil estimulada. Não há mistérios no sistema, trata-se apenas de uma decodificação a ser memorizada assim como o sistema da grafia escrita.

O Braille é composto por 6 pontos, que são agrupados em duas filas verticais com três pontos em cada fila (cela Braille). A combinação desses pontos forma 63 caracteres que simbolizam as letras do alfabeto convencional e suas variações como os acentos, a pontuação, os números, os símbolos matemáticos e químicos e até as notas musicais. Para os cegos poderem ler números ou partituras musicais, por exemplo, basta que se acrescente antes do sinal de 6 pontos um sinal de número ou de música.
Foi entregue a cada aluna um alfabeto braille impresso e a frase abaixo para ser decifrada:

Para a escrita braille existem equipamentos específicos como:
                                                                REGLETE 

Para a escrita em Braille o Deficiente Visual utiliza a Reglete: uma régua metálica com várias "janelinhas" que recebe o nome de CELAS e que é utilizada sobre uma pancha de madeira, com orifícios laterais onde pode ser encaixada a reglete. 

Esta Reglete é de mesa, mas existem também regletes de bolso, onde não há necessidade da prancha para encaixe. 


PUNÇÃO 

É com o punção que se faz os "furinhos" na escrita Braille dentro de cada cela. A escrita com a Reglete deve ser da direita para a esquerda, ou seja, o contrário da escrita convencional em tinta, de forma espelhada. Para fazer a leitura o deficiente visual, deverá virar a folha, onde estarão os pontos em relevo e, aí sim, fará a leitura da esquerda para a direita, como na leitura convencional em tinta. 
Este punção recebe o nome de anatômico, pois pelo seu formato ele se molda ao formato dos dedos; existe também o punção convencional que tem a base arredondada. 
MAQUINA BRAILLE 

A Máquina Braille serve, também, para a escrita em Braille. Sua escrita é como em uma máquina de datilografia comum; à medida que você vai escrevendo já é possível visualizar as letras na folha. 
Se por acaso houver um erro na letra é só apagar com a ponta do dedo ou com a unha; os pontinhos em relevo desaparecem com a pressão da ponta dos dedos. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário